55º Dia Mundial das Comunicações Sociais

Por ocasião da memória litúrgica de São Francisco de Sales, em 24 de janeiro de 2021, o Papa Francisco anuncia a Mensagem para o 55º Dia Mundial das Comunicações Sociais, que será celebrado em maio de 2021: “Venha e veja” (Jo,1:46). Comunique-se conhecendo pessoas onde e como elas estão.

A mensagem segue a anterior - “Para que contes aos teus filhos e netos” (Ex,10:2) A vida faz-se história - porque, diz o Papa: “Para dizer a verdade da vida que se faz história é preciso sair do cômodo presunçoso do ‘já conhecido’ e seguir em frente”. Este dinamismo parte do convite “Vinde e vede” (Jo,1:46), que Filipe dirige a Natanael, e que o Papa define como “o método de toda comunicação humana autêntica”, um eficaz boca a boca que se põe em movimento para a busca da Verdade e das modalidades com as quais a fé foi comunicada desde o tempo de Jesus até hoje. “Venha e veja” é o apelo para uma comunicação clara e honesta, que saiba como interceptar a verdade dos fatos e das pessoas, sem se contentar com informações pré-embaladas e boatos.

Na Mensagem, o Papa Francisco fala da profissão do jornalista que, movido pela paixão e pelo desejo de ver e narrar a realidade, tem a coragem de ir aonde ninguém vai, para trazer a conhecimento situações difíceis que devem ser esquecidas. Para fazer isso, assim como o pastor deve ter “cheiro de ovelha”, o jornalista deve “desfazer-se da sola do sapato”: descer a rua para verificar por si mesmo, estar com as pessoas, ouvir testemunhas e coletar notícias e detalhes que dão credibilidade à notícia.

Não faltam as atenções para as novas e atuais ferramentas: as redes sociais, que multiplicam as possibilidades de partilha, a tecnologia digital, que garante pontualidade, a rede, formidável ferramenta para chegar às pessoas. Mas a informação criada nas redações, na frente de um computador, não é suficiente: “Toda ferramenta só é útil e preciosa se nos impulsionar a ir e ver coisas que de outra forma não saberíamos, colocar na rede conhecimentos que de outra forma não poderiam circular, permitir encontros que de outra forma não aconteceriam ”.

O “Venha e veja” descrito pelo Papa não é apenas para profissionais - jornalistas, cinegrafistas, editores, diretores - é um método para todos, porque a responsabilidade pelo que é comunicado, pela verificação e pelo compartilhamento da informação é de todos: “Nós todos somos chamados a sermos testemunhas da verdade: ir, ver e compartilhar ”.

Lendo a Mensagem do testemunho de São Francisco de Sales (1567-1622) - o padroeiro dos jornalistas - vem à mente a missão corajosa e apaixonada do Bispo de Genebra (Suíça), uma pregação baseada no diálogo, na região de Chablis , dominada pelo calvinismo e, sobretudo, pelo método inovador das 'notas' inseridas sob a porta das casas dos fiéis, com as quais tornava as verdades da fé acessíveis numa linguagem próxima ao povo.

Portanto, São Francisco de Sales, inspirador da obra de Dom Bosco e patrono do Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora, também faz parte daquela “cadeia de encontros” que há mais de dois mil anos comunica o fascínio da aventura cristã; uma rede que convoca todos os que leem a Mensagem a aceitar o desafio proposto na conclusão: “O desafio que nos espera é, portanto, o de comunicar encontrando as pessoas onde e como estão”.

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo