O cristão e a missão

Abrimos o mês de outubro com a comemoração da festa de Santa Teresinha de Lisieux, Patrona das missões. Curioso que Teresa de Lisieux ou Teresinha do Menino Jesus era uma Carmelita e nunca foi enviada em Missão. Ela viveu nove anos num Carmelo enclausurada, entregue à oração, aos trabalhos manuais e à vida comunitária. Então, qual teria sido a razão de ser declarada padroeira das missões? Creio que se deva ao fato dela ter sempre acalentado no seu coração o ardente desejo de tornar Jesus conhecido e amado. Por ocasião de sua entrada no Carmelo ela afirmou: “Eu entrei no Carmelo para salvar almas e rezar pelos sacerdotes”. Assim, ela o fez durante sua vida religiosa. Teresa de Lisieux ofereceu suas orações, sacrifícios e seus sofrimentos pela santificação dos sacerdotes, missionários para que através do ministério e pregação, todos chegassem à fé.


Na sua autobiografia, “A História de Uma Alma”, ela relata seu dia a dia no Carmelo, como Deus agiu na sua alma e a levou ao cume da santidade pelo caminho da humildade e da confiança. Neste livro, escrito por obediência a sua Madre, ela fala de seus irmãos espirituais: Padres enviados a terras de missão que lhe confiaram as suas orações. Existe ainda hoje esse belíssimo costume dos missionários e padres de confiarem orações e sacrifícios a uma religiosa, sobretudo de clausura, chamada Madrinha espiritual, que assume o compromisso de acompanhar a vida e a missão de um missionário, Padre ou Bispo, oferecendo sua vida, suas orações e sacrifícios pelo êxito da missão a eles confiada.


Neste mês de Outubro demos Glória a Deus pela missão apostólica de nossa Igreja. Glorifiquemos a Deus pela vida de tantos homens e mulheres, consagrados ou não, que oferecem seu tempo, talentos e dons para que o Evangelho seja proclamado e conhecido. Lembremos que todo batizado é e deve ser um missionário. A missão de evangelizar não tem limite de idade, lugar, raça, condição social ou profissional. Há muitos nos nossos dias que ainda não receberam o anúncio da fé ou se receberam, não foi suficiente. Deus conta conosco. Teresinha de Lisieux nos recorda que a melhor pregação é a oração e o exemplo. Mãos a Obra! Santa Teresinha Roga por nós.

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo