Primeira Carta a Timóteo

Por Pastoral de Rua


São Paulo foi o escritor da primeira carta a Timóteo, que teve como objetivo preparar seu amado discípulo para continuar sua evangelização que começou em vida. São paulo nasceu em Tarso, em um ambiente farisaico. Sua família era de origem galileia, a qual foi deportada para Cilícia. Por muitos anos São Paulo foi um soldado romano que perseguia cristãos, mas quando foi Damasco, no meio da estrada, ele teve uma visão: ’Paulo porque me persegues?’ Era o próprio Cristo a revelar a sua vocação de apóstolo. A partir daí, São Paulo, se retira para Arábia, para tentar conciliar o antigo homem com seu novo homem. Mais tarde, sobe Jerusalém, e começa pregar a Cristo. Os cristãos da Igreja de Jerusalém ficam chocados, com a situação. Por sorte, Barnabé que era um cipriota o reconheceu, responsabilizou se por ele. Paulo pregou destemidamente, mas, mesmo assim, encontrou dificuldades no local. Então Cristo o falou: “Vai, porque eu te enviarei para longe, aos gentios …”.


Paulo vai para Tarso de novo, mas quando Barnabé descobre mais tarde, leva-o para Antioquia onde se inicia a sua primeira viagem.


No total, foram quatro viagens. A primeira viagem de 45 a 49, o Apóstolo parte de Antioquia da Síria, vai a Chipre, e depois à Ásia Menor: aos elevados planaltos da Panfília, da Pisídia e da Licaônia, a Debe, a Antioquia da Pisídia, a Icônio e a Listra, para de lá regressar a Antioquia do Orontes. Entre a primeira e a segunda viagem ocorre o concílio de Jerusalém com o objetivo de resolver a aparente contradição entre levar a Boa nova para os gentios e levar a Boa nova para os judeus. Na segunda viagem Paulo rompe com Barnabé pois o último queria levar João cognominado Marcos. Quando visita as comunidades que formou na primeira viagem, São Paulo encontra Timóteo, um garoto piedoso e de muita fé. Timóteo nasceu em listra, e desde cedo teve o coração cultivado pelas sagradas escrituras por intermédio da sua mãe Eunice e da sua vó Loide. O jovem encantou O Apóstolo pela sua sabedoria e sua piedade. Dessa forma, o chamou para participar da evangelização nas suas viagens. Timóteo esteve presente quando São Paulo escreveu as cartas aos tessalonicenses, aos coríntios e aos romanos, além de estar presente nas prisões de Paulo. Depois, na terceira viagem em 52 retoma a obra em Éfeso iniciada na segunda viagem , fundado a Igreja de Éfeso e volta para Grécia para ver aos amigos de Corinto e depois regressa pelas ilhas da Ásia menor como Mitileno, Quios, Samos, Rodes regressando para Jerusalém em 58. Os judeus da Antiga lei com raiva de Paulo o acusam de ter levado um incircunciso para o átrio sagrado do Templo, onde somente israelitas de boa raça podiam entrar. São Paulo é levado para ser julgado pelo governador Félix, e depois pelo governador Festor. Como São Paulo é cidadão romano ,pede para ser julgador por César. Assim começa a sua quarta viagem onde é levado para Roma. Permanece em prisão domiciliar durante dois anos. Após a absolvição, viaja por novas terras e visita as comunidades já fundadas nas viagens anteriores. Na sua segunda prisão, volta para Roma, onde sofre seu martírio.


As cartas pastorais são escritos do Apóstolo durante a sua última prisão em Roma vida para preparar seus dois discípulos(Tito e Timóteo) para instruir as comunidades nascentes, onde o cristianismo floria. A partir daí começa uma nova geração do episcopado daqueles que não conheceram Cristo pelos olhos mas somente pelo coração. Na epístola de Timóteo, O Apóstolo das gentes diz a seu discípulo que havia deixado em Éfeso como deve pastorear cada grupo de suas ovelhas. No capítulo 2 ele trata do comportamento dos gêneros, tanto do homem para ter uma autoridade piedosa como da mulher para agir tanto de forma submissa e para se vestir adequadamente. No capítulo 3 ele fala da grandeza do epíscopo e dos diáconos devem fazer jus a suas ações, ou seja, serem irrepreensíveis. No capítulo 4 e 6 São Paulo e dos falsos doutores que proíbem o casamento o qual é uma das características do gnosticismo, e também os que fazem abstinência de certos alimentos. Estas últimas mais típicas de apelos mais judaizantes. Pede para rejeitar essas doutrinas ímpias e faz por último um retrato da personalidade corrupta dos falsos doutores. No capítulo 5, São Paulo recomenda Timóteo a colocar somente as viúvas com mais de sessenta anos no grupo das viúvas, mas somente aquelas com boas obras, ou seja, aquelas que cuidaram de seus filhos propriamente e souberam amar seus maridos quando estes eram vivos. Repreende as que vivem somente pelo prazer. Ainda neste capítulo instrui como deve agir com os presbíteros sem favoritismo.


São Paulo morre na Via Ostiense decapitado por nero. Sua cabeça rolou e quicou três vezes no chão. Nos lugares onde a cabeça tocou o chão, brotou três fontes. Por este motivo, a Abadia que reside neste local neste local se chama San Paolo alle Tre Fontane ("São Paulo nas Três Fontes") .

São Timóteo continua o legado de São Paulo, vivendo como bispo de Éfeso. Numa festa regional, na qual o povo prestava culto à deusa Diana. O discípulo de Paulo vai até o centro de Éfeso e se opõe ao culto, argumentando que oculto era vazio. Morre no ano 80 apedrejado pelo povo.

Fale Conosco

Rua José Higino, 120

Bairro Tijuca
Rio de Janeiro, RJ 20520-200

 

  • Facebook Social Icon

CURTA NOSSA PÁGINA!

© 2020 por Paróquia São Domingos de Gusmão - Tijuca (Pastoral da Comunicação)