A Terceira Idade é um tempo propício para as atividades que trazem prazer

Atualizado: 10 de Nov de 2018


Por Grupo Idade Viva


Ao pensarmos no ciclo de vida de cada um de nós, chegamos às maravilhas de Deus em cada etapa de nossa existência, e viver bem cada fase é uma necessidade que temos.


Na terceira idade, fase que engloba pessoas a partir dos 60, sabemos que para a grande maioria a aposentadoria já chegou, que geralmente os filhos já estão encaminhados, com emprego e família estruturadas.


Temos uma etapa muito bonita da vida, olhando com outros olhos. Chegou a hora de curtir os netos, filhos e a esposa, hora de fazer aquela viagem para o lugar que você gosta de estar. Colecionar um determinado produto, fazer o que gosta e manter a mente em funcionamento, tudo isso é segredo essencial para uma vida de qualidade.


Manter a mente ocupada é muito importante. Todos nós, independentemente da idade, precisamos de atividades que mantenham nosso cérebro ativo: ler um livro, um jornal, jogos que exercitem o pensamento, fazer palavras cruzadas, cuidar de si (saúde, aparência), alimentar-se de forma adequada e não nos esquecermos dos cuidados médicos. Todo esse conjunto contribui para que as pessoas que já chegaram à terceira idade revisem seus hábitos e possam melhorá-los.


Essa sensação de “não ser mais útil”, na verdade, tem relação com o sentimento de não ser mais responsável pela guarda e cuidado dos filhos, ou ainda, de não ser mais o principal elemento a trazer o sustento financeiro para a família. Por ser uma fase representada como um processo contínuo de perdas, em que os indivíduos ficariam relegados a uma situação de abandono, de desprezo por conta da ausência de papéis sociais, muitos deles acabam criando uma crença negativa que acabamos assumindo como verdade e, a partir daí, permitindo que sentimentos negativos ou de menos valia, sejam cada vez mais destacados e assumidos como uma verdade pessoal.


Neste sentido, é importante que tenhamos outros objetivos de vida. Atividades culturais, religiosas, sociais, um grupo de amigos, ajuda às pessoas que precisam, trabalho voluntário ou a descoberta de um novo talento são várias possibilidades para manter-se ativo e saudável, evitando um processo depressivo ou doenças oportunistas, que nos atingem quando estamos mais tristes.


Aprender a vivenciar as etapas de vida faz com que tenhamos amor pela vida e pelo envelhecer, que é uma etapa da família, as quais, quando vivida com amor, não deixam possibilidades para depressão e apatia.


Vencer preconceitos com relação ao envelhecimento (vamos lembrar que a população mundial está envelhecendo) é necessário, pertinente e uma meta para cada um de nós, que tem ou terá um idoso em sua convivência, que vive ou viverá essa fase.


Bem como os jovens, o idoso deve manter viva a chama da vontade, do desejo de acreditar e ousar. Talvez, não tenha mais a mesma mobilidade física ou a memória de um jovem, mas, certamente, uma rica história de vida e de maturidade, que, por si só, já é uma grande aliada da vida de cada idoso.


Que possamos assumir também a realidade da terceira idade e quebrar com tantos preconceitos e dificuldades ainda existentes em nosso papel de cristãos, cidadãos e seres humanos.


Fonte: https://formacao.cancaonova.com/atualidade/comportamento/e-possivel-viver-bem-a-terceira-idade-com-disposicao/


Grupo Idade Viva

Paróquia São Domingos de Gusmão

Encontros quinzenais, às segundas-feiras, 15h

____________________________________________________________________________________________________


88 visualizações

Fale Conosco

Rua José Higino, 120

Bairro Tijuca
Rio de Janeiro, RJ 20520-200

 

  • Facebook Social Icon

CURTA NOSSA PÁGINA!

© 2020 por Paróquia São Domingos de Gusmão - Tijuca (Pastoral da Comunicação)